Jessie Miranda

Minha foto
Até nas flores encontra-se a diferença da sorte; umas enfeitam a vida, outras enfeitam a morte!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

ALTERAÇÕES EM NOSSA QUERIDA E COMPLEXA LÍNGUA PORTUGUESA

Utilidade Pública. Só para começar, quero expressar aqui minha indignação com certas alterações em nossa língua. Está certo que não sou nenhum professor Pasquale, mas certas coisas serem alteradas a essa altura, anos e anos usando o nosso português, me deixam convicta que a nossa língua brevemente será extinta assim como a que deu origem a ela. O Latim. OBS: precisaremos de uma pós para aprender novamente nossas regras orfográficas Vamos as alterações Oficiais. Novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa. Por: Marília Mendes Alfabeto Regra Antiga O ‘k’, ‘w’ e ‘y’ não eram consideradas letras de nosso alfabeto. Regra Nova Agora as letras acima fazem oficialmente parte de nosso alfabeto. Como será empregado. Essas letras serão usadas em silgas, símbolos, nomes próprios, palavras estrangeiras e seus derivados. Ex.: km, watt, Byron, byroniano. Trema Regra Antiga Agüentar, conseqüência, cinqüenta, qüinqüênio, freqüência, freqüente, eloqüência, eloqüente, argüição, delinqüir, pingüim, tranqüilo, lingüiça. Regra Nova Não existe mais o trema na língua portuguesa. Apenas em casos de nomes próprios e seus derivados. Ex.: Müller. Como será empregado
Aguentar, consequencia, cinquenta, quinquênio, frequência, frequente, eloquência, eloquente, arguição, delinquir, pinguim, tranquilo, linguiça. “Galera, até aqui tudo bem, porém abaixo seguem os ABSURDOS.” Acentuações Regra Antiga Assembléia, platéia, idéia, colméia, boléia, panacéia, Coréia, hebréia, bóia, paranóia, jibóia, apóio, heróico, paranóico. Regra Nova Ditongos abertos (ei, oi) não são mais acentuados em palavras proparoxítonas.
Como será empregado.
Assembleia, plateia, ideia, colmeia, boleia, panaceia, Coreia, hebreia, boia, paranoia, jiboia, apoio (esse já não era assim?), heroico, pananoico. OBS.1: Nos ditongos abertos de palavras oxítonas e monossílabas o acento continua: herói, constrói, dói, anéis, papéis. OBS.2: O acento no ditongo aberto ‘eu’ continua: véu, céu, ilhéu, chapéu. Regra Antiga. Enjôo, corôo, côo, môo, abençôo, povôo. Crêem, dêem, lêem, vêem, descrêem, relêem, revêem. Regra Nova. O hiato ‘oo’ e ‘ee’ não são mais acentuado. Como será empregado.
enjoo, coroo, coo, moo, abençoo, povoo. Creem, deem, leem, veem, descreem, releem, reveem, Regra Antiga Pára (verbo), péla (substantivo e verbo), pêlo (substantivo), pêra (substantivo), pêra (substantivo), pólo (substantivo) Regra Nova. Não existe mais o acento diferencial em palavras homógrafas. Como será empregado.
Para (verbo), pela (substantivo e verbo), pelo (substantivo), pera (substantivo), pera (substantivo), pólo (substantivo). OBS: O acento diferencial ainda permanece no verbo ‘poder’ (3ª pessoa do Pretérito Perfeito do Indicativo – pôde) e no verbo ‘pôr’ para diferenciar da preposição ‘por’. E por hoje termino, mas ainda não acabou o show de ‘O’rrores galera, amanhã falarei dos hífens. Favor opinem.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Renascer

Gente! Vim aqui só para falar a respeito do meu ultimo post, quero contar o que tinha ocorrido comigo para escrever um texto tão deprimente. Na terça-feira, 21/10/2008 às 18:15 ligo para casa para conversar com minha mãe. Papo vai, papo vem, nossa conversa estendeu-se até às 18: 25. Às 18:40..... Mãe: Alô, filha, não fica nervosa... (voz de choro do meu sobrinho no fundo) Eu: Falando assim você já me deixou nervosa., o que foi? Mãe: Seu pai foi atropelado..... Eu: (grito, choro, pressão baixa, e tremor) O QUÊ??? Mãe: Eu não tenho muitas informações só sei que ele foi socorrido e está no Pronto Socorro do Tatuapé. Eu: To indo pra lá. (desligo) Só eu sei a angustia que estava no meu peito até chegar ao hospital sem muitas informações, sem sabe a gravidade do ocorrido e além de tudo meu pai tem Linfoma (câncer), Uma cirurgia no coração, e teve TP (trombose pulmonar) Toma anticoagulante. Com isso o sangue fica mais fino, e caso ele sofra algum corte que provoque grande sangramento é muito arriscado. Chegando ao hospital, vi meu pai com o rosto enorme, todo ensangüentado, engoli a seco minha visão e comecei a agir friamente, minha irmã como enfermeira, estava conversando com a médica (o PS um lixo, um mau atendimento). Comecei a entrar em choque os médicos perceberam e me deram um relaxante. (calmante) Sai de lá mole, apenas mole. Quando cheguei em casa, e depois de tomar banho, eu só chorava, comecei a sentir o peso do que poderia ter ocorrido, e acho que a ficha da gravidade foi pesando. No outro dia, vim trabalhar debilitada mentalmente, tive umas 3 compulsões de choro, e o dia terminou. Voltando ao meu pai, ele graças a Deus está bem, não fraturou nada mas está muito debilitado joelho, e maxilar. Agradeço o apoio mental, mesmo sem saber do que se tratava!Valeu

terça-feira, 7 de outubro de 2008

DANIEL NA COVA DOS LEÕES: Livro de Daniel cap. 06

Na vida sempre passaremos por momentos de tormenta, apesar de Deus estar sempre conosco ele permite que passemos por algo, pois precisamos ser motivados a tomar certos tipos de decisões, enfim, normalmente sempre escrevo textos enooooomes (a maioria das vezes relato sobre mim) Mas hoje não, como sempre converso com Deus, e ele nunca me abandona, ontem orei muito por algumas pessoas próximas em especial por uma, e pedi uma palavra saiu um capítulo de presença de Deus ao lado dessas pessoas, e eu creio, que Deus é maior que qualquer aprovação que precisamos passar por aqui, vou colocar o capítulo e espero que como aqueles que sempre vão até o fim nos meus longos textos, leia mentalize coisas boas com esse capítulo bíblico: Daniel na Cova dos Leões! cap. 06
1 Pareceu bem a Dario constituir sobre o reino cento e vinte sátrapas, que estivessem por todo o reino; 2 e sobre eles três presidentes, dos quais Daniel era um; a fim de que estes sátrapas lhes dessem conta, e que o rei não sofresse dano. 3 Então o mesmo Daniel sobrepujava a estes presidentes e aos sátrapas; porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava constituí-lo sobre todo o reino: 4 Nisso os presidentes e os sátrapas procuravam achar ocasião contra Daniel a respeito do reino mas não podiam achar ocasião ou falta alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum erro nem falta. 5 Pelo que estes homens disseram: Nunca acharemos ocasião alguma contra este Daniel, a menos que a procuremos no que diz respeito a lei do seu Deus. 6 Então os presidentes e os sátrapas foram juntos ao rei, e disseram-lhe assim: O rei Dario, vive para sempre. 7 Todos os presidentes do reino, os prefeitos e os sátrapas, os conselheiros e os governadores, concordaram em que o rei devia baixar um decreto e publicar o respectivo interdito, que qualquer que, por espaço de trinta dias, fizer uma petição a qualquer deus, ou a qualquer homem, exceto a ti, ó rei, seja lançado na cova dos leões. 8 Agora pois, ó rei, estabelece o interdito, e assina o edital, para que não seja mudado, conforme a lei dos medos e dos persas, que não se pode revogar. 9 Em virtude disto o rei Dario assinou o edital e o interdito. 10 Quando Daniel soube que o edital estava assinado, entrou em sua casa, no seu quarto em cima, onde estavam abertas as janelas que davam para o lado de Jerusalém; e três vezes no dia se punha de joelhos e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer. 11 Então aqueles homens foram juntos, e acharam a Daniel orando e suplicando diante do seu Deus. 12 Depois se foram à presença do rei e lhe perguntaram no tocante ao interdito real: Porventura não assinaste um interdito pelo qual todo homem que fizesse uma petição a qualquer deus, ou a qualquer homem por espaço de trinta dias, exceto a ti, ó rei, fosse lançado na cova dos leões? Respondeu o rei, e disse: Esta palavra é certa, conforme a lei dos medos e dos persas, que não se pode revogar. 13 Então responderam ao rei, dizendo-lhe Esse Daniel, que é dos exilados de Judá, e não tem feito caso de ti, ó rei, nem do interdito que assinaste; antes três vezes por dia faz a sua oração. 14 Ouvindo então o rei a notícia, ficou muito penalizado, e a favor de Daniel propôs dentro do seu coração livrá-lo; e até o pôr do sol trabalhou para o salvar. 15 Nisso aqueles homens foram juntos ao rei, e lhe disseram: Sabe, ó rei, que é lei dos medos e persas que nenhum interdito ou decreto que o rei estabelecer, se pode mudar. 16 Então o rei deu ordem, e trouxeram Daniel, e o lançaram na cova dos leões. Ora, disse o rei a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, ele te livrará. 17 E uma pedra foi trazida e posta sobre a boca da cova; e o rei a selou com o seu anel e com o anel dos seus grandes, para que no tocante a Daniel nada se mudasse: 18 Depois o rei se dirigiu para o seu palácio, e passou a noite em jejum; e não foram trazidos à sua presença instrumentos de música, e fugiu dele o sono. 19 Então o rei se levantou ao romper do dia, e foi com pressa à cova dos leões. 20 E, chegando-se à cova, chamou por Daniel com voz triste; e disse o rei a Daniel: ç Daniel, servo do Deus vivo, dar-se-ia o caso que o teu Deus, a quem tu continuamente serves, tenha podido livrar- te dos leões? 21 Então Daniel falou ao rei: ç rei, vive para sempre. 22 O meu Deus enviou o seu anjo, e fechou a boca dos leões, e eles não me fizeram mal algum; porque foi achada em mim inocência diante dele; e também diante de ti, ó rei, não tenho cometido delito algum. 23 Então o rei muito se alegrou, e mandou tirar a Daniel da cova. Assim foi tirado Daniel da cova, e não se achou nele lesão alguma, porque ele havia confiado em seu Deus. 24 E o rei deu ordem, e foram trazidos aqueles homens que tinham acusado Daniel, e foram lançados na cova dos leões, eles, seus filhos e suas mulheres; e ainda não tinham chegado ao fundo da cova quando os leões se apoderaram deles, e lhes esmigalharam todos os ossos. 25 Então o rei Dario escreveu a todos os povos, nações e línguas que moram em toda a terra: Paz vos seja multiplicada. 26 Com isto faço um decreto, pelo qual em todo o domínio do meu reino os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel; porque ele é o Deus vivo, e permanece para sempre; e o seu reino nunca será destruído; o seu domínio durará até o fim. 27 Ele livra e salva, e opera sinais e maravilhas no céu e na terra; foi ele quem livrou Daniel do poder dos leões. 28 Este Daniel, pois, prosperou no reinado de Dario, e no reinado de Ciro, o persa.