Jessie Miranda

Minha foto
Até nas flores encontra-se a diferença da sorte; umas enfeitam a vida, outras enfeitam a morte!

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Arte: sonho, vida, respiração!

A arte para alguns, é um espetáculo. Para os artistas é sonho, é vida é respiração! A arte para alguns, é forma de expressão cotidiana ou situação desejada! Para os artistas é sonho, é vida é respiração! A arte para alguns, é uma maneira de sair da realidade. Para os artistas é sonho, é vida é respiração! É a forma de transparecer o seu mundo! A arte para alguns, é o encontro da fantasia com a realidade Para os artistas é sonho, é vida é respiração! É o encontro da realidade com a realidade fantasiosa! A arte para alguns, é a arte de saber fingir! Para os artistas é sonho, é vida é respiração! É a maneira de dizer a verdade com teu corpo em empréstimo! Atores e atrizes emprestam seu corpo para a verdade da alma! Cantores e compositores emprestam sua emoção para verdade da alma! A arte para alguns é um momento de diversão Para nós artistas, é sonho, é vida, é pura emoção! Ass: Jéssica Miranda. Esse texto é uma forma de dizer “Não Desista”! Feito para artistas em momento um duvidoso... Nunca se deixar abater, jamais!Acho que serve inclusive para mim!

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Justiça Maquiada!

Como é que o simples fato da justiça ouvir a voz do povo (nesse momento) nos conforte? Sabemos que caso Alexandre Nardoni não seja aceito em nenhuma cadeia pelos outros presos com curso superior, ele poderá ser transferido para uma detenção sem seu direito de cela especial, para pessoas que tenham terminado o curso superior. Uma vez que isso acontece, a situação da prisão torna-se “irregular” pelo fato dele não receber o “SEU DIREITO”. Como se isso modificasse o nível de caráter (se é que existe) de outros criminosos. Sendo assim, caso ocorram várias transferências e em nenhuma delas os presos o aceitem, e o local apresente de fato um certo risco para Alexandre Nardoni, infelizmente os advogados de defesa poderão recorrer pelo fato do réu estar correndo risco de vida na cadeia. Em seguida a isso, ele poderá cumprir a pena em prisão domiciliar até que ocorra o julgamento. Imagina se todos os presos realmente passassem por isso, onde entraria realmente o cumprimento da lei? E outro ponto importante que devo citar aqui é o tal “BOM COMPORTAMENTO”. A justiça nesse país às vezes é feita, mas existindo aquele famoso jeitinho brasileiro de um criminoso sangue-frio e calculista como Alexandre Nardoni, ter a pena reduzida por bom comportamento!? O fato é que nesse país não existe pena máxima para pessoas assim, e por fim o julgamento de “tantos anos” acaba não valendo de nada! Justiça um tanto quanto contraditória...